Equívoco?

Amiúde se justificam as taxas progressivas (e o aumento da progressividade), em impostos sobre o rendimento, com o mote: “Quanto mais se ganha mais se deve pagar/contribuir”.

Uma vez que qualquer taxa única garante o sacralizado “pagar mais por ganhar mais” haverá equívoco? Não creio. Alguns até podem desconhecer essa matemática elementar, mas campeia a má-fé de falar para a ignorância que, presumem, os escuta.

Se ganhar muito significar o saber fazer, e melhor, importa suster! Essas pessoas são um susto para o logro da igualdade, e o igualitarismo lava mais branco…